Por que buscar a independência financeira?

Boa tarde a todos!

Eu raramente ouço rádio (exceto para ouvir música, quando dirijo) e nunca vejo noticiários. Raramente leio jornais. E as informações que busco são apenas as que tem a ver com o mercado financeiro e afins.

Porém, às vezes ando de Uber e, mesmo pagando, eu respeito a rádio que motorista esteja ouvindo (peço volume mais baixo quando ele exagera, pois sou autista leve, mas raras vezes precisei). E eles ouvem notícias, ao contrário de mim. E fiquei muito chocado com o que ouvi hoje.

Peguei o bonde andando, mas entendi que aposentados que ganham mais de R$ 990,00 de aposentadoria mensal, passarão a contribuir com a previdência também. A partir de 9% e vai até 12 ou 14%, para valores maiores.

Bem, vamos analisar friamente a coisa:

– quando você é empregado ou autônomo ou MEI, você faz uma contribuição previdenciária, nas normas legais, da qual você não tem como escapar (o autônomo até pode esquivar um pouco, mas paga o roubo de 25% ao mês e o MEI paga um fixo entre R$ 50,00 e R$ 60,00). O trabalhador empregado paga até 11% 14% ao mês (e até 25% se for servidor público) e seu empregador, o dobro disso.

Mas por que você paga?

Porque o governo está lhe prestando um serviço iludindo com aposentadoria integral: o direito à aposentadoria após cumprir as regras estipuladas. Ou seja, enquanto você é ativo, você recebe seu salário e paga, mediante um desconto compulsório. Quando você deixar de ser ativo, isto é, deixa de ganhar seu salário, o governo lhe remunera.

Porém, se você cumpriu a sua parte, por que deveria continuar pagando pelo serviço?

Imagina a seguinte situação: eu te vendo um carro em 36 prestações de R$ 500,00, por exemplo. Você pagou as trinta e seis direitinho. Daí eu chego para você e digo: “- olha, você já quitou o carro, mas vou ter que continuar te cobrando porque eu não soube lidar bem como o dinheiro que você me pagou”.

Afinal, eu tive que pagar um auxílio-moradia para minha esposa, sabe como é, né?

Duvido que você achasse justo, mas é o que está acontecendo com a sua aposentadoria.

Fica bem claro pra mim que a solução (eis que o governo é um ente invencível, protegido por seus policiais mal pagos e legisladores exageradamente bem pagos) é você criar a sua própria aposentadoria através das regras do mercado. Para fazer isso, porém, é necessário mudar de paradigma. E isso leva tempo e requer empreender um pouco de esforço. Você deve mudar:

– sua forma de ver o mundo previdenciário.

– sua mente.

– suas estratégias de vida

– seu orçamento.

E também estudar: ampliar seu conhecimento.Talvez você pense: “vou precisar gastar muito em livros, cursos, etc”. E quais escolher? Como começar? Oras, e se eu te disser que existem seis planos anuais de estudos e de consultoria distintos cujo mentor:

– é uma pessoa que vive essa realidade de independência financeira.

– está disposto a compartilhar seu conhecimento, experiência e também erros (para que você tenha menos chance de errar)

– é alguém que se dedica exclusivamente ao mercado financeiro e opera em vários mercados.

– já leu muitos livros, fez muitos cursos e está selecionando para você o melhor material.

– tem mais de 15 anos de experiência em docência e em construção de renda passiva.

– doa 10% dos seus lucros para instituições de caridade, contribuindo para uma sociedade mais justa e igualitária.

– viaja muito, trabalha até 4 horas por dia, decide seus horários e dorme no quarto ao lado do escritório e que nunca mais soube o que é engarrafamento e ônibus lotado.

– investiu mais de R$ 50.000,00 em cursos de aperfeiçoamento nas áreas financeira e de desenvolvimento pessoal.

– confia tanto no seu trabalho que até disponibilizou por dois anos um curso básico, porém transformador, DE GRAÇA para você experimentar e ver aonde “está amarrando seu cavalo”. O curso foi removido porque apenas duas pessoas foram até o final e não gosto de desperdiçar energia com quem não sabe aproveitar as oportunidades.

– disponibiliza em seu site o seu TELEGRAM para você participar de um grupo gratuito de pessoas que trocam ideias e somam forças.

Sim, esses planos existem e o mentor também.

Convido-te a fazer parte do seleto grupo de pessoas que, assim como eu, não suporta mais a injustiça que o bom trabalhador passa!Essa é a sua oportunidade de virar o jogo sem precisar gastar energia em protestos que o governo ignora. Clique aqui ou aqui para começar a mudar a sua vida!

Bons estudos!

Abraço do Prof. Rivero.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Rolar para o topo