Mesada

Atualizado: Fev 8

Bom dia! Todos sabem o que significa a “mesada”. É um dinheiro que pais ou responsáveis dão a seus filhos para que gastem, supostamente, como bem entender. O objetivo da mesada é muito nobre, quando bem aplicado. Pois a criança, desde cedo, começa a aprender noções sobre o dinheiro e educação financeira.

Todavia, há algumas questões que podem atrapalhar a proposta da mesada se não forem bem observadas.

Vamos conversar um pouco sobre elas:

PUNIÇÃO DE CORTE DE MESADA – se a criança comete “faltas graves”, não é postura equivocada aplicar um castigo pedagógico proporcional ao ato cometido e a idade e discernimento da criança. Porém o corte de mesada jamais deve ser aplicado. A mesada não deve ser vista como recompensa, mas sim como uma oportunidade de aprendizado.

MESADA COM VALORES ALEATÓRIOS – o ideal é que a mesada seja mensal e fixa, por questões de clareza e de necessidade de rotina que a criança demanda. Todavia, não há problema em os pais sentarem com a criança e decidirem dar mesada com valores que podem aumentar ou diminuir com o tempo, desde que isso seja explicado devidamente. Por exemplo, pais empreendedores podem entender que é importante que o filho saiba que o lucro do negócio depende de fatores externos. Mas, se for adotar essa postura, que seja bem claro como que é a regra de cálculo da mesada.

MESADA E PRESENTES – é importante que a criança saiba que as coisas não caem do céu. Porém, não dá para deixar a criança decidir tudo que ela precisa só com a mesada. Conforme a sua idade, ela ainda não entende que existem coisas que não são tão prazerosas, porém necessárias. Assim como o adulto precisa pagar contas de água, luz e impostos. Qual a percepção que tenho sobre isso? Existem itens que são importantes e que não devem ser contemplados pela mesada:

  1. O que for necessário para sobrevivência: comida, médico, moradia, remédios, etc.

  2. Material escolar essencial.

  3. Vestuário essencial.

  4. Presente/Festa de aniversário

  5. Presentes de feriados (Natal, Páscoa, etc) caso a família comemore essas datas.

Preste atenção nos itens 2 e 3 um momento: repare meu uso da palavra “essencial”. O que exatamente isso significa? Muito simples. Para que você entenda, vou colocar aqui o preço de dois cadernos diferentes.


Os dois cadernos tem 96 folhas. Perceba que há uma diferença de R$ 22,00 entre ambos. Você, como pai ou mãe, precisa comprar um caderno para seu filho?? Excelente! Compre o de R$ 11,90. Se o seu filho ou filha quiser o caderno do Toy Story, ele deve pagar a diferença de R$ 22,00 da sua mesada. Isso já vai ensinar a ele uma lição muito importante no mundo dos materiais escolares.

ADIANTAMENTO DE MESADA – não há problema em se adiantar um pedaço da mesada, ou mesmo ela toda, caso seu filho tenha uma demanda específica (exemplo: um show da sua banda favorita que ocorrerá somente naquele final de semana). Porém, é importante diferenciar o bônus do adiantamento. Assim, a criança tem a noção de compromisso e de aprender a lidar com as consequências das suas escolhas.

MESADA COMO CASTIGO (PARTE II) – se o seu filho “aprontou” e como consequência trouxe um prejuízo financeiro para terceiros, penso que é saudável descontar da mesada. Dessa maneira, estarás ensinando a responsabilidade pelas suas ações e danos causados. Nesse ponto, porém, não dá para deixar a criança sem um pedaço da mesada. Estipule um valor fixo ou percentual mensal de corte e mantenha-o até que a criança “pague seu débito”. Alternativamente, ou em conjunto, você pode simplificar festas e presentes (não cortar, mas reduzir o valor empregado) como forma de antecipar o pagamento da dívida. Dessa forma, a criança aprende a negociar e estabelecer acordos justos.

JULGAMENTO DA DESPESA – é perfeitamente válido que a criança “preste contas” do que vai gastar com a sua mesada. Mas esse procedimento deve servir apenas para certificar-se de que a criança não está comprando nada ilegal ou nocivo, ou perdendo dinheiro para valentões ou vigarices. Os adultos devem entender que as necessidades das crianças são mais lúdicas e imediatistas, portanto é normal que ela gaste em doces, refrigerantes e brinquedinhos aparentemente bobos. Não julgue: apenas verifique se tais gastos não estão comprometendo sua saúde. Todo pai deve zelar para que seu filho não sofra problemas de saúde, porém jamais deve caçoar ou banalizar o que a criança entende por necessidade.

Além da questão de saúde, também é uma oportunidade de, gradativamente, mostrar que aquilo que se deseja nem sempre é algo que se quer por longo prazo. Mas entenda que a mente da criança não está desenvolvida totalmente para perceber o longo prazo. Vá aos poucos!

ATRASO DA MESADA IMPLICA EM JUROS – caso você se encontre em uma situação a qual precise atrasar a mesada da criança, em todo ou em parte, explique isso claramente e compense-a com um extra. Dessa forma, você já estará ensinando o valor do dinheiro ao longo do tempo.

RITUAL DOS PRESENTES E DA DOAÇÃO – se a criança recebe mesada e se a família faz rituais de trocas de presentes (como Natal e Páscoa, por exemplo), a criança deve ser estimulada, no que for possível, a participar do ritual de forma ativa. Usando parte de sua mesada para comprar presentes também. Desse modo, ela começa a entender o valor daquilo que recebe e o sacrifício que as pessoas fazem para presentear. Também a alegria que elas sentem ao fazê-lo. Sem contar que ela aprende também que a vida não é só receber, mas também a dar.

TRABALHOS REMUNERADOS – a mesada não é um prêmio, mas uma oportunidade de aprendizado. Se a família adota o regime de pagar a criança para fazer pequenas tarefas, isso deve ser visto como um EXTRA. E deve ser cumprido conforme combinado!

E, finalmente, você pode ensinar aos seus filhos a Teoria dos Potes (Aula 1 do curso gratuito).

Boa sorte!

Prof. Rivero!

#criança #ação #mesada #educaçãofinanceira #responsabilidade

4 visualizações

Posts recentes

Ver tudo

Barato ou caro?

Saudações a todos! Normalmente norteamos nossas decisões de consumo pelo preço. Aquele valor que a outra parte está te cobrando para fornecer o produto ou serviço. A lei que impera é: "conseguir o máx

ENTRE EM CONTATO

Telefone.png
whats 3.png

+55 (51) 4042-0092

+55 (51) 98488-8460

professor@mentesfinanceiras.com.br

  • YouTube - Círculo Branco
  • Facebook - Círculo Branco
  • Instagram - White Circle
  • Twitter - Círculo Branco

PREPARANDO MENTES FINANCEIRAS • Poto Alegre/RS -Brasil