Tipos de investimentos

Atualizado: Fev 8

Bom dia!!!

Atendendo a uma questão da amiga Carla, eu vou falar um pouco sobre tipos de investimentos existentes.

O meu objetivo aqui não será divulgar empresas, corretoras ou bancos; mas sim compartilhar informações que poderão ajudar-te a escolher um bom investimento.

Começarei falando o seguinte:

POUPANÇA, CONSÓRCIO E TÍTULOS DE CAPITALIZAÇÃO NÃO SÃO INVESTIMENTOS

A poupança não é investimento pois em geral remunera abaixo da inflação. Na prática, você está tendo uma perda de poder de compra quando deixa seu dinheiro parado na poupança. Evidentemente, isso se deve ao comparativo da correção da poupança com o IPCA.

Consórcio é um grupo de pessoas que, mensalmente, pagam um valor para participar do sorteio de um valor convertido em bem (casa, carro, eletrodomésticos, etc). Todos serão contemplados. Todos pagam o valor integral do produto. Mas você não está investindo dinheiro em um consórcio, mas sim facilitando uma compra (em outro post farei um comparativo do consórcio com o financiamento – me cobrem se eu esquecer).

Título de Capitalização é uma loteria. Você paga periodicamente ou de uma vez só para concorrer a um prêmio por sorteio. Ao contrário do consórcio, não há garantia de que você vai ser sorteado. Se você for sorteado, você dirá que foi a melhor coisa que você fez na vida. Caso contrário, você rasgou dinheiro. No final do tempo do título (que dificilmente é abaixo de 5 anos), você recupera uma “provisão matemática” e mais uma correção pela TR (semelhante a correção do FGTS). Na prática, você recupera o mesmo valor que investiu (ou perto disso), mas perceba que muitos anos se passaram.

A seguir, os tipos de LUGARES onde você pode fazer investimentos.

BANCOS DE INVESTIMENTO: quase todos os bancos comerciais tem carteiras de investimentos em renda fixa (conservadores) ou em renda variável (arrojados), com escalas intermediárias. Em geral, os bancos oferecem CDB/RDB, fundos de investimento (atrelados a índices e a mercados) e corretoras de ações (homebrokers). Nos homebrokers, o correntista opera por sua conta e risco.

CORRETORAS DE INVESTIMENTO NACIONAIS: em geral, oferecem mais opções e como seu planejamento empresarial é diferente dos bancos, então eles tem uma gama de produtos mais atrativa, em princípio. Até porque o lucro da corretora vem do sucesso dos seus produtos. Em geral, você é assessorado(a) por um(a) corretor(a) de investimentos qualificado(a). Em tempo, eu estou buscando essa qualificação (no papel, pois na prática eu já tenho). As corretoras, por vezes, oferecem produtos no exterior e também tem seus homebrokers para quem quer operar por sua conta e risco.

CORRETORAS NO EXTERIOR: em geral, lá fora é mais flexível para investir do que aqui no Brasil. No exterior, por exemplo, há uma modalidade de investimento chamada de Forex (Foreign Exchange), que pode ser feita também por Opções Binárias e Digitais. No Brasil, os corretores de investimentos não são autorizados a captar recursos de terceiros e aplicar no Forex. Porém, nada impede que você seja cadastrado em uma corretora no exterior e opere por lá. Detalhe: este post foi escrito em julho de 2019.

EXCHANGES DE CRIPTOMOEDAS: as criptomoedas dão o que falar. Pessoalmente, considero um investimento maravilhoso. Em primeiro lugar, pois nada nos dá tanta autonomia em termos financeiros quanto às cripto. Claro, isso implica em responsabilidade e riscos maiores do usuário, porém “o que gera risco muitas vezes é apenas a falta de conhecimento”. Nas exchanges de criptomoedas é possível você operar, como se fosse um homebroker.

PROJETOS DE CRIPTOATIVOS: existem vários projetos de criptoativos que fazem o investimento por você, análogo ao corretor de investimentos. Porém, é sempre bom observar que a não regulamentação e descentralização de criptomoedas faz com que “qualquer um” possa ser qualificado a operar por você. O problema é que esse “qualquer um” pode ser uma pessoa inteligente e que sabe lucrar e fazer você lucrar (o que é ótimo!), mas pode ser um pilantra que vai pegar seu dinheiro. Como você vai saber???? Infelizmente, não há um radar preciso que lhe indique. A não ser a experiência. Se for de seu interesse, posso compartilhar num outro post os critérios que utilizo.

ARBITRAGEM: existe uma forma interessante de se obter lucros, se você souber fazer direitinho, que é a arbitragem. A arbitragem consiste em você fazer compras e vendas de moedas (fiduciárias ou cripto) em mercados diferentes aproveitando-se das diferenças entre cotações. Por exemplo, existem duas casas de câmbio. Uma delas vende dólar a R$ 3,90 e a outra compra seu dólar por R$ 3,92. Você compra seus dólares na primeira e vende na segunda. A lei de mercado faz o preço oscilar bem rápido e, no Brasil, há impostos demais em moedas fiduciárias. Então, atente-se para esses detalhes. Arbitragem é bom mesmo de se fazer com criptoativos.

Bem, acho que de forma resumida, essas são as opções que conheço. Sucesso e boa sorte!

Prof. Rivero.

#criptoativos #bolsadevalores #ipca #rendimentos #dólar #liquidez #forex #fundosdeinvestimento #remuneração #cdi #mercado #poupança #riscos #ações #capitalização #cdb

Posts recentes

Ver tudo

Câmbio do Dólar

Boa noite! Eu vejo pessoas comentando altas coisas sobre a variação do dólar. Sendo simplista, porém didático, o valor da moeda real frente ao dólar (referência no mercado internacional) é decidido pe

Telefone.png
whats 3.png

+55 (51) 4042-0092

+55 (51) 98488-8460

professor@mentesfinanceiras.com.br

  • YouTube - Círculo Branco
  • Facebook - Círculo Branco
  • Instagram - White Circle
  • Twitter - Círculo Branco

PREPARANDO MENTES FINANCEIRAS • Poto Alegre/RS -Brasil