Uma aposentadoria prematura é possível?

Atualizado: Fev 8

Boa tarde a todos.

A regra de ouro para as gerações X ou acima (Baby Boomers e Geração Esquecida), em geral, nascidos até década de 70, para o sucesso na vida sempre foi a seguinte sequência.

– estudar – arrumar um bom emprego – casar e ter filhos – buscar aposentadoria.

E isso funcionou também para a Geração X, que aderiu o toque de trabalhar duro para ser promovido e buscar grandes salários para viver em grandes estilos. Os Baby Boomers, as crianças que nasceram durante o período das guerras mundiais e pouco após, se acostumaram com o frugal (na guerra, todos tem que aprender a viver com pouco). Porém, seus filhos, a Geração X, não tiveram essa experiência, senão a herança do sofrimento das moedas contadas.

Isso gerou um over-correct na Geração X que, no roteiro acima, o modificou:

– fazer uma boa faculdade – arrumar uma boa carreira – casar e ter filhos – trabalhar o que fosse necessário para ser promovido – ganhar muito dinheiro

– gastar muito dinheiro e ganhar mais ainda. – buscar aposentadoria.

A Geração Y (da qual faço parte estando entre os mais velhos desta) em geral cresceu com pais trabalhando fora até tarde e/ou levando trabalho para casa. Porém, foi a primeira geração que teve mais facilidade para estudar, graças ao mérito laboral dos pais X.

O trabalhar em excesso e a cultura do dinheiro e salário permeou a geração Y, porém nesse mesmo período a Internet chegou com tudo. Adeptos dessa geração, os mais jovens da X e também os mais velhos da geração Z perceberam formas mais inteligentes de se trabalhar e de se buscar recursos.

Então, o item “casar e ter filhos” passou adiante priorizando uma estabilidade financeira antes disso, mas ainda faltava algo.

Alguns adeptos da Geração Y, apoiados pela Z, observaram que a vida focada no trabalho pelo trabalho não fazia muito sentido. Então, surgiu um nicho específico de Y e Z que adotaram as seguintes crenças:

– estudar muito – aprender – trabalhar bem – formar poupança para renda passiva – aperfeiçoar o trabalho e deixá-lo mais inteligente – viver de renda e trabalhar no que gosta – buscar uma vida com qualidade.

Um detalhe mais sobre essas pessoas, nas quais eu me enquadro, você consegue nesse link. Um site externo, em português.

Sobre as gerações, há algumas datas, mas uma característica dos Z que eu adotei é a ausência de rótulos, ou, pelo menos, a sua redução. Então, não acho que tenha a ver com idade, mas sim com crenças e comportamentos. Eu nasci entre os mais velhos da geração Y, mas tenho muitas características de Z e alguns valores de X, que infelizmente estão sendo esquecidos pelos pais e mães companheiros geracionais.

No caso, o portal Preparando Mentes Financeiras, criado por mim, sempre teve o seguinte norte.

AS pessoas trabalham demais. Muitas horas são dedicadas ao trabalho. E ao trabalho tradicional, o que é pior. AS ruas engarrafadas de grandes cidades e de algumas cidades médias demonstram isso. O estresse causado pelo medo da violência no Brasil, a ameaça do desemprego e a ignorância da Educação Financeira leva às pessoas a uma vida de labor excessivo, carência de afetos e esquecimento de valores de integridade.

Então, eu criei o PMF para convidar meus alunos, seguidores e leitores a mudar de paradigma.

Ao invés de se criar uma vida banal centrada no dinheiro e consumo, vamos aprender a criar uma vida centrada na qualidade. E, para isso, precisamos eliminar ou reduzir o problema de arcar com os custos de manutenção. A renda passiva permite que você possa trabalhar menos, pois o problema financeiro estaria resolvido. A educação para redução do consumo faz com que suas necessidades de entradas reduzam e você perceba suas outras necessidades, principalmente saúde, família, amigos e espiritualidade. Minha meta é que pais trabalhem menos horas, e em trabalhos que lhe agradem, para que tenham tempo de educar e multiplicar valores aos seus filhos. 

Com o risco de comprar briga com alguns leitores, gostaria que você revisasse alguns aspectos da vida: – criar o respeito pela ciência e pelo estudo ao invés de estudar pensando em notas. – priorizar a Educação Financeira – fazer faculdade somente quando estiver amadurecido(a) para tal e antes disso ter muitas lições de autoconhecimento. – estudar para construir renda passiva em paralelo com seu trabalho. – desde jovem pensar em guardar 20% das entradas para poupar. Isso até mesmo com a mesada. – substituir o consumo de produtos pela riqueza de experiências. – aposentar-se antes dos 40 anos. Se você tem 40 anos ou mais, ou está perto disso, você pode se aposentar aos 50, 60, mas que seja A SUA aposentadoria sem governo para intervir. – nos ajudar multiplicando os conhecimentos do PMF para seus amigos, colegas e filhos. – produzir criativamente e ser útil e verdadeiro. – fugir das fachadas sociais e do academicismo excessivo. – ligar o foda-se para os títulos.

Faço votos de sucesso. Estou aqui para ajudar.

Abraço.

Prof. Rivero. 

#autoresponsabilidade #escola #amizades #atividade #educaçãofinanceira #valores #aposentadoria #desenvolvimentopessoal #responsabilidade #compra #integralidade #faculdade

2 visualizações

Posts recentes

Ver tudo

Curso de Criptomoedas!

NOVIDADE!!! Lancei o curso de criptomoedas: 1) online ou presencial (em seu domicílio ou empresa) 2) individual ou para grupos 3) em português, inglês ou espanhol Confira mais aqui! #criptoativos #bit

ENTRE EM CONTATO

Telefone.png
whats 3.png

+55 (51) 4042-0092

+55 (51) 98488-8460

professor@mentesfinanceiras.com.br

  • YouTube - Círculo Branco
  • Facebook - Círculo Branco
  • Instagram - White Circle
  • Twitter - Círculo Branco

PREPARANDO MENTES FINANCEIRAS • Poto Alegre/RS -Brasil