Prestações

Boa noite!

Quando você faz compra de algum produto, você pode escolher entre comprar a vista ou pagar a prazo (às vezes).

É muito comum alguns especialistas, e também a grande maioria dos metidos leigos  dizerem para você fugir das prestações incondicionalmente. Os motivos são vários, vamos a alguns deles:

– quando você compra a prestação, você paga mais caro, pois há os juros do parcelamento.

– mesmo quando o total das prestações empata com o preço à vista (exemplo: R$ 100,00 parcelados em duas vezes de R$ 50,00), você pode negociar desconto se pagar a vista.

– as prestações não pagas entram em um passivo que vai se acumulando. Por exemplo: se eu comprei algo por R$ 1.000,00 em 10 prestações de R$ 100,00. Digamos que eu paguei a primeira, ainda tenho uma dívida de R$ 900,00 que irá se acumular com as dívidas futuras desses noves meses vindouros.

Bom, antes de mais nada, devo dizer que todos esses motivos são válidos.

Entretanto, a análise está INCOMPLETA.

Gostaria de falar rapidamente, sendo o menos técnico possível, sobre TAXA DE ATRATIVIDADE.

A taxa de atratividade é uma variável que deve ser considerada quando você tem a opção de parcelar algo. Trocando miúdos, seu significado é:UMA TAXA A QUAL VOCÊ CONSEGUE, FACILMENTE, RENTABILIZAR O SEU DINHEIRO.

Para um leigo, recomendo considerar como taxa de rentabilidade o valor da inflação (IPCA). Vamos analisar:

Você tem R$ 1.000,00 para investir ou para fazer uma compra. Essa compra pode ser feita à vista ou parcelada em 5 vezes “sem juros”. Caso você faça a compra à vista, você ganha 1% de desconto, ou seja, paga R$ 990,00.

Vamos restringir as suas escolhas entre comprar a vista e comprar a prestação. Acompanhe a imagem abaixo sobre os resultados financeiros de cada escolha. Para simplificar o cálculo e facilitar a sua compreensão, eu considerei o cenário onde você pagará a fatura no mês subsequente (dentro do vencimento do cartão).

No caso da compra à vista, você tinha R$ 10,00 aplicados a 0,5% ao mês (juro composto) e esse valor foi se capitalizando ao longo de 10 meses.

Esses R$ 10,00 correspondem ao desconto do pagamento à vista.

Já no caso da compra a prazo, a cada mês foi descontado o valor da prestação e o que sobrou, corrigido a 0,5% ao mês. No final, ficaste com R$ 23,22. Mais do que o dobro! Claro, o usuário mais esperto poderia me questionar e dizer que se o desconto fosse maior, aí a coisa mudaria de figura.

Então, para constatar isso eu simulei um desconto de 2,3% (ou seja, sobraram R$ 23,00). Afinal, qualquer desconto acima de 2,3% você já viu que a compra à vista passaria a ser mais interessante.

De fato, com um desconto de 2,3% você teria R$ 24,18 contra os R$ 23,22. Nesse caso, passaria a ser mais interessante a compra à vista.

Outro questionamento seria aumentar a taxa de atratividade…. Mas para isso você deveria ter uma aplicação financeira estratégica que te rendesse uma média superior a isso. É possível!

No meu caso, que trabalho com taxas muito mais altas do que isso, eu quase sempre parcelo minhas compras.Todavia, mesmo que você resolva parcelar levando este post em conta, ainda há a questão do passivo acumulado. Isso é, se você fizer muitas compras parceladas, daí sim pode vir a ser um problema, pois sua fatura do cartão de crédito pode explodir de tão alta.Qual o caminho para o sucesso?

Simples! EDUCAÇÃO FINANCEIRA.

Abraço.

Prof. Rivero.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Rolar para o topo